Projeto Ave Missões: Pesquisa, Educação Ambiental e Conservação com Aves da Região Noroeste do Rio Grande do Sul

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Retrospectiva 2016


* por Dante Andres Meller
Sábado, dia 17 de dezembro, realizou-se a confraternização de fim de ano do Grupo Ave Missões.

Contamos com a presença de 18 participantes, sendo que além de confraternizar, com um almoço preparado pelo Alfieri e um amigo X organizado pela Márcia, também tiramos tempo para passarinhar, tomar banho de cascata e relaxar em meio à natureza.

Além do mais, durante a confraternização foi apresentada a retrospectiva anual, que não só trouxe boas lembranças, como também nos encheu de motivação para 2017, confira!

Cascata do Ijuizinho, em Entre-Ijuís, no Recanto da Cascata dos Guaranis, local escolhido para a confraternização de fim de ano. Foto: Adaltro C. Zorzan.

Mais um ano que se aproxima do fim... e com o fim avaliamos as conquistas, as derrotas, os sucessos, os fracassos. Assim como acontece a cada ano, a vida insiste em nos surpreender, às vezes para o bem, às vezes parece que não. Ao chegar ao fim, lembramos que logo há um recomeço, o tempo simplesmente não pára! A vida não sai de cena. É oportuno, agora, relembrar as coisas boas, agradecer! É também oportuno rever os tropeços, entender! O ano novo trará novos desafios, é bom estarmos preparados. De tanto buscarmos dias melhores, quem sabe um dia os encontremos. Se é que já não os temos...

O ano de 2016 foi muito interessante para o nosso grupo de observadores de aves. Tivemos 8 saídas a campo, totalizando 25 participantes e 306 espécies de aves observadas, sendo 20 destas ameaçadas de extinção. Também é interessante destacar que 109 espécies foram observadas uma única vez, ou seja, em apenas uma saída qualquer. Ademais, nesse ano tivemos nossa primeira reunião de planejamento anual, seguida por mais três reuniões ao longo do ano, com 19 participantes no total. Para encerrar tivemos nossa confraternização, com 18 participantes e 67 espécies de aves observadas.

Grupo Ave Missões no Recanto da Cascata dos Guaranis. Foto: Márcia Koch.

João-porca (Lochmias nematura) registrado à beira do rio Ijuizinho. Foto: Ataiz C. de Siqueira.

Retrospectiva 2016

Com oito saídas a campo ao longo do ano, e uma média de mais de 107 espécies por saída, não há como negar que foi um grande ano para o nosso grupo. As saídas também foram bastante movimentadas, com uma média de aproximadamente 10 participantes cada, com destaque para a saída do PE do Espinilho/Uruguaiana, com 17 observadores.

Tabela de saídas do Grupo Ave Missões ao longo do ano de 2016*.
Saídas mensais
Localidades, municípios
Participantes
Riqueza de espécies
Espécies ameaçadas
Espécies exclusivas à saída
Janeiro
5
0
3
Março
6
0
1
Abril
8
1
3
Maio
8
97 (listas 1 e 2)
1
7
Julho
17
7
45
Agosto
8
4
4
Setembro
15
9
36
Novembro
10
4
9
Total
8
25
306
20
109

Em forma de link, junto aos locais encontram-se os relatos de cada saída, e, junto à riqueza de espécies, está o link para as listas.

Locais visitados


Apesar do nosso grupo priorizar saídas pelo noroeste gaúcho, algumas foram além desta região, como no município de Cruz Alta. Este ano destacaram-se locais que visitamos pela primeira vez, como a Trilha Ecológica Três Bocas, em Porto Mauá, e a Fazenda LF, em Garruchos. Também foi a primeira vez que o grupo foi reunido ao PE do Espinilho.

Círculos azuis indicam que as localidades situam-se fora da região Noroeste. A estrela indica o local da confraternização de fim de ano. O município de Santo Ângelo foi adicionado porque diversas saídas foram realizadas na Granja do Sossego, após as reuniões do Grupo.

Analisando...

Em termos de espécies observadas, tiveram destaque o PE do Turvo/TI do Guarita e o PE do Espinilho/Uruguaiana. Também chamou atenção o bom número de espécies observado em Garruchos, São Paulo das Missões e São Miguel. Por outro lado, o Matão, em Campo Novo, rendeu muito pouco. Porto Mauá, apesar de não ter ficado com uma riqueza tão expressiva, contou com uma composição bem interessante, com espécies raras pela região, e até ameaçadas, como a borralhara. Por fim, Bozano/Cruz Alta, com sete registros exclusivos, agregaram um bom número de espécies à lista.


Com 306 espécies observadas ao longo do ano, registramos cerca de 46% da avifauna do Rio Grande do Sul. No entanto, a lista atual de aves do estado já esta um tanto acima das 661 espécies agregadas na atualização de 2010. Interessante é que três espécies ausentes na lista foram observadas. Foi o caso da noivinha-branca, em Cruz Alta, do uirapuru-laranja, no PE do Turvo, e do bagageiro, em Garruchos.


Com o nível de degradação dos ambientes que o mundo moderno experimenta, infelizmente muitas espécies encontram-se ameaçadas de extinção, sendo algumas muito difíceis de serem encontradas na natureza. Neste ano pudemos observar 20% das espécies ameaçadas no Rio Grande do Sul, conforme última atualização, com destaque para o estalador, que esse ano foi descoberto em São Miguel das Missões e também reencontrado em Garruchos.


Reuniões

É interessante mencionar que nos dias das reuniões do Grupo, muitas espécies foram observadas, algumas restritas a essas breves saídas, como a sanã-vermelha, que foi observada na Granja do Sossego, em Santo Ângelo. Igualmente, a confraternização de fim de ano rendeu registros interessantes, como o anu-coroca, também observado exclusivamente nesta ocasião ao longo do ano.

Além do mais, as reuniões não só permitiram a tomada mais acertada de decisões, como também agregaram apresentações relacionadas ao tema da observação de aves, capacitando-nos cada vez mais na atividade, e fortalecendo o grupo.

Outras atividades

Além das saídas a campo, das reuniões e da confraternização de fim de ano, outras atividades desenvolvidas pelo grupo ao longo do ano incluíram: participação no Encontro de COAs do RS, em Agudo; participação em uma exposição de fotografias de aves pelo IFF de Santa Rosa; e apoio a um banner confeccionado para o Centro de Visitantes do PE do Turvo. Este ano também confeccionamos novas camisetas para o Grupo.

Galeria de Fotos

Grupo Ave Missões na Vila Pinheiro Machado, em São Paulo das Missões. Foto: Ingrid Sessegolo.

Grupo Ave Missões no Matão, em Campo Novo. Foto: Márcia Koch.

Borralhara (Mackenziaena severa) fêmea na Trilha Ecológica Três Bocas, em Porto Mauá. Foto: Pedro Sessegolo.

Noivinha-branca (Xolmis velatus) na Estrada do Lagoão, em Cruz Alta. Foto: DAM.

Grupo Ave Missões e convidados no PE do Espinilho. Foto: Pedro Sessegolo.

Estalador (Corythopis delalandi) na Fazenda Estância Velha, em São Miguel das Missões. Foto: DAM.

Uirapuru-laranja (Pipra fasciicauda) no PE do Turvo. Foto: Cláudio Furini.

Bagageiro (Phaeomyias murina) na Fazenda LF, em Garruchos. Foto: DAM.

Grupo Ave Missões na reunião de outubro, em Santo Ângelo, com quadro da harpia pintado pelo artista santo-angelense Fábiano Millani. Foto: Márcia Koch.

Sanã-vermelha (Laterallus leucopyrrhus) na Granja do Sossego, em Santo Ângelo, registrada após reunião do Grupo Ave Missões. Foto: DAM.

Grupo de anu-coroca (Crotophaga major) no rio Ijuizinho, no Recanto da Cascata dos Guaranis, em Entre-Ijuís, na confraternização de fim de ano do Grupo Ave Missões. Foto: Pedro Sessegolo.

Encontro de COAs do Rio Grande do Sul, no PE da Quarta Colônia, em Agudo.

Participação do Grupo Ave Missões em exposição de fotos de aves no IFF-Santa Rosa. Foto: DAM.

Banner realizado com apoio do Grupo Ave Missões no Centro de Visitantes do PE do Turvo. Foto: DAM.

Grupo Ave Missões com camisetas personalizadas em saída no Sítio do Guarita na orla da TI do Guarita. Foto: Márcia Koch.

Foi um grande ano, esperamos que 2017 seja igualmente especial! Um muito obrigado a todos que contribuíram para a realização das diversas atividades do grupo!

Um abençoado natal e um próspero ano novo!
---------------------------------------------------------------------------------
Veja também:

Agenda 2016
---------------------------------------------------------------------------------

7 comentários:

  1. Excelente!! Concordo com o que você disse na introdução.. E ano que vem tem mais. Abraço!!

    ResponderExcluir
  2. Ricardo O. de Oliveira22 de dezembro de 2016 16:45

    Parabéns Dante, muito bonito, e com direito a dados estatísticos. Grato por ter partilhado com vocês bons momentos. 2017 vai ver o que é bom para tosse, força total pessoal. Abraços...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Ricardo, obrigado pela recepção na fronteira! Um grande abraço!

      Excluir
  3. Incríveis estatísticas, parabéns ao grupo! Que 2017 tenha ainda mais descobertas e registros! Feliz Natal e abençoado ano novo!!!

    Ass.:Lucas N de Porto Alegre - RS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lucas! Igualmente pra você! Um grande abraço!

      Excluir
  4. Parabens ao grupo. Bons momentos. j-marcelo / Flores dá Cunha-RS

    ResponderExcluir