Projeto Ave Missões: Pesquisa, Educação Ambiental e Conservação com Aves da Região Noroeste do Rio Grande do Sul

sábado, 19 de dezembro de 2015

Aves & Pink Floyd: Se há um paraíso...

* por Dante Andres Meller
Sempre achei o som do Pink Floyd uma espécie de trilha sonora da vida, sendo tão próprio que é sempre ocasião de escutar algumas de suas músicas.

Mas o que tem a ver Pink Floyd com aves? Não sei, só sei que a maioria dos meus amigos passarinheiros estavam no show do David Gilmour, guitarrista consagrado da banda, na última quarta-feira em Porto Alegre.

Antes do show, porém, fomos conhecer a Lagoa do Peixe na planície costeira do Rio Grande do Sul, o paraíso das aves aquáticas do Brasil.

Foi muita coisa para poucos dias, e como diria Gilmour na música título de sua turnê (Rattle that Lock): Se há um paraíso...

5 A.M. foi a música que abriu o show em Porto Alegre, com um solo de guitarra suave e etéreo, o que me faz lembrar o horário que nós passarinheiros temos que deixar a leveza do sono para buscar aquilo que procuramos.

Antes mesmo de chegarmos nos arredores do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, em Tavares e Mostardas, algumas coisas muito legais começariam a aparecer pelo caminho, como uma introdução ao espetáculo que estaria por vir.

[5 A.M.]. Maçarico-real (Theristicus caerulescens). Foto: DAM.


O grande charme da Lagoa do Peixe reside nas aves migratórias, nessa época oriundas do hemisfério norte, representadas em grande parte por maçaricos, um dos grupo de aves entre os preferidos por muitos observadores. Alguns maçaricos preferem habitar a faixa de praia, outros as águas rasas e salobras da laguna e outros são encontrados nos campos mesmo.

[A BOAT LIES WAITING]. Maçarico-de-bico-virado (Limosa haemastica). Foto: DAM.

[FACES OF STONE]. Vira-pedras (Arenaria interpres) ao centro, rodeado de maçaricos-de-sobre-branco (Calidris fuscicollis). Foto: Paulo Rodrigues.

[FAT OLD SUN]. Maçarico-de-costas-branca (Limnodromus griseus). Foto: DAM.

Na faixa de praia são abundantes os maçaricos-brancos e os de papos-vermelhos, estes, assim como tantos outros, perdendo o colorido fora da época reprodutiva. Encontramos milhares do primeiro e centenas do segundo, mas um encontro nos achou a atenção: um maçarico-de-papo-vermelho estava com uma pata machucada e nada podíamos fazer a respeito, a não ser lamentar...

[SORROW]. Maçarico-branco (Calidris alba) e maçarico-de-papo-vermelho (Calidris canutus). Foto: DAM.


Hoje ainda existem muitos campos litorâneos onde o belo maçarico-acanelado passa sua área de invernagem. No entanto existe uma ameaça, a invasão de pinus na região é muito preocupante e perceptível aos olhos de qualquer um que visite o local. Esperamos que no "amanhã" essa espécie continue a ser encontrada no local...

[TODAY]. Maçarico-acanelado (Calidris subruficollis). Foto: DAM.


Além dos maçaricos, as batuíras também são muito encontradas no local. Algumas são residentes, outras provenientes do hemisfério norte e outras da patagônia, mais comuns no inverno, mas com alguns indivíduos ficando na lagoa ano inteiro.

[SHINE ON YOU CRAZY DIAMOND]. Batuíra-de-coleira (Charadrius collaris), residente. Foto: DAM.


[RATTLE THAT LOCK]. Batuíra-de-bando (Charadrius semipalmatus), proveniente do hemisfério norte. Foto: DAM.

[ON AN ISLAND]. Batuíra-de-coleira-dupla (Charadrius falklandicus), mais comum no inverno. Foto: DAM.

[IN ANY TONGUE]. Batuiruçu (Pluvialis dominica), proveniente do hemisfério norte. Foto: DAM.



Aves tipicamente praieiras, como gaivotas e trinta-réis, são avistadas a todo momento na faixa de praia, e podem dar um espetáculo com seus voos elegantes.

[US AND THEM]. Trinta-réis. Foto: DAM.

Um dos grandes destaques da Lagoa do Peixe são os flamingos. São aves pernaltas e pescoçudas de aparência curiosa, mas com um colorido roseado-alaranjado que as vestem de beleza ímpar. Penso eu que por alguma razão essas aves trazem altas esperanças a nós amantes da natureza e da vida. Tamanha beleza desfilando em liberdade, conforme o soprar do vento e o mudar das estações, em dias em que muitas pessoas vivem em seus cárceres privados, sem a coragem de voar...

[HIGH HOPES]. Flamingos-chilenos (Phoenicopterus chilensis). Foto: DAM.


Além desses ainda há um certo ar de realeza acrescentado à Lagoa do Peixe por capororocas e cisnes-de-pescoço-preto, tornando tudo muito mais especial ainda.


[MONEY]. Capororocas (Coscoroba coscoroba). Foto: DAM.



Da estrada nosso guia avistou aquelas aves majestosas, como que ilhadas em uma lagoa pelos vastos campos ao redor. Ao nos aproximarmos, repentinamente a lagoa encheu-se de carquejas-de-bico-manchado, e junto a elas algumas marrecas-colhereiras. Era como a abóbada celeste repleta de astros brilhantes, onde os três cisnes-de-pescoço-preto esbanjavam nobreza em sua aparência vistosa...


[ASTRONOMY DOMINE]. Cisne-de-pescoço-preto (Cygnus melancoryphus). Foto: DAM.

Mas não são somente de aves aquáticas vivem os observadores nessa região. Há certos passarinhos não encontrados em outros locais que são avistados facilmente. E eles são encantadores. Um deles é tão lindo que atrai pessoas de longe só pra ver e fotografá-lo, acho que é a paixão de muitos que visitam a Lagoa do Peixe.


[THE GIRL IN THE YELLOW DRESS]. Papa-piri (Tachuris rubrigastra). Foto: DAM.



[THE BLUE]. Viuvinha-de-óculos (Hymenops perspicillatus). Foto: DAM.


[RUN LIKE HELL]. Caminheiro-de-unha-curta. Foto: DAM.


Pra finalizar ainda encontramos em uma mata com figueiras centenárias a maior coruja brasileira. Antes de ser fotografada ela deu um belo sufoco em nós, mudando de árvore em árvore, fazendo-nos correr atrás dela feito doidos, para enfim ser localizada e apreciada confortavelmente.



[COMFORTABLY NUMB]. Jacurutu (Bubo virginianus). Foto: DAM.


Algumas pessoas levamos conosco para onde quer que se vá. Nosso grupo era de doze apenas, mas em nossos corações muitas outras estavam presentes.

Em tempo agradecemos ao Pedro Sessegolo, que organizou grande parte da saída à Lagoa do Peixe; ao pessoal do Hotel, em especial ao Batista; ao nosso guia, Flávio Ronaldo, pela persistência e competência na busca pelas aves; e à todo o resto do pessoal, desde Santo Ângelo e Cruz Alta até Uruguaiana!!! Foram dias maravilhosos...


[WISH YOU WERE HERE]. Grupo Ave Missões, com os amigos de Cruz Alta e Uruguaiana. Foto: Pedro Rodrigues.



Depois de vivências enriquecedoras, voltar pode gerar um misto de sentimentos e emoções confusas, por vezes frustrantes, por vezes gratificantes.

Pouco antes de chegarmos em Santo Ângelo, resolvemos parar em Cruz Alta, onde o amigo Charles Boufleur nos presenteou com o último dos tantos lifers da viagem, lembrando-nos que "em casa" ainda existem muitos tesouros a serem descobertos.

[COMING BACK TO LIFE]. Marreca-cricri (Anas versicolor). Foto: DAM.


Tamanha vivência natural e artística nos deixa com aquele gostinho de quero mais. Vamos deixar o tempo decidir o que virá. Até lá respiremos calmamente, na esperança de um dia reprisar o "show" que foi essa fantástica viagem ao mundo paradisíaco das Aves e do Pink Floyd!

[TIME/BREATH (REPRISE)]. Grupo Ave Missões com guia Flávio Ronaldo na Lagoa do Peixe. Foto: Paulo Rodrigues.




---------------------------------------------------------------------------------

Veja também:

---------------------------------------------------------------------------------

11 comentários:

  1. O jacurutu tá mesmo confortavelmente entorpecido, pela sua cara...

    ResponderExcluir
  2. Dante, vai ser contratado para fazer os clips do Gilmour....eheheheh. Muito bom, parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Dois dias na Lagos do Peixe e depois David Gilmour em POA... ... foi absolutamente perfeito! Show!!! Obrigado a todos pela ótima companhia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Paulo!!! Perfeito mesmo... grande abraço!

      Excluir
  4. Encantadora postagem , parabéns ! Belas fotos e excelente descrição da viagem !!!

    Ass.:Lucas N de Porto Alegre - RS

    ResponderExcluir
  5. Bela combinação Dante, genial!
    Abração e parabéns pelo riquíssimo trabalho que realizas.

    ResponderExcluir
  6. Dante não me canso de ler o post e assistir o Clip, muito bom ! Parabéns por conseguir expressar em palavras os nossos sentimentos !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Adelita!!! Foram dais muito divertidos... grande abraço!

      Excluir